Aproveite  MAIS

Conteúdos EXCLUSIVOS

Diferenças entre papel reciclado e reciclato

Com as mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global, muitos consumidores se conscientizaram da importância da preservação do meio ambiente. Uma alternativa ecológica para evitar o desmatamento e freiar esse processo, é a reciclagem de papel.


Esse processo dá origem a dois materiais: O reciclato e o reciclado. Apesar da semelhança no nome, ambos possuem algumas distinções, como a composição e a sua funcionalidade. Para explicar melhor sobre essas diferenças criamos esse super artigo. Confira!



Reutilização de materiais: A natureza agradece


A reciclagem é um grande aliado de empresas que visam a sustentabilidade. A reutilização de materiais pode diminuir consideravelmente a produção de lixo nas indústrias.


Um dos materiais mais reciclados no mundo é o papel. Ao reutilizar 1 tonelada de desse produto, conseguimos salvar 22 árvores, economizamos de cerca de 75% energia elétrica na sua produção e emitimos 74% menos poluentes na atmosfera.


Por isso, vamos falar sobre os produtos mais comuns, produzidos a partir da reutilização da reciclagem de papel:


Papel Reciclato


É confeccionado a partir de sobras de materiais de fábricas (cerca de 75%) e papel já utilizado, como papelão (cerca de 25% correspondendo ao material vindo da coleta urbana). Muito utilizado para a impressão de materiais gráficos como folhas timbradas, envelopes, blocos de anotações, flyers e folders.


Papel Reciclado


Produzido 100% a partir do descarte de papéis já usados, o papel reciclado tem aspecto rústico e áspero e é muito utilizado na confecção de caixas, embalagens e papelão


Como é feito a produção desses papeis


Apesar das diferenças, o processo de produção do papel reciclado e reciclato é o mesmo (que geralmente aprendemos na escola). Vamos explicar o passo a passo de como eles são confeccionados:


  • O papel chega à indústria, onde ele será triado e classificado;

  • Aqueles que serão reciclados são triturados e colocados de molho para “amolecer” as fibras;

  • Após isso, acontece a depuração, onde o papel é peneirado por diversos tamanhos de peneira