Como procurar imagens em alta resolução para suas impressões

A importância de uma boa imagem é um cuidado que você não pode deixar de ter quando estiver considerando produzir algum material gráfico impresso. Para essa categoria, nós estamos considerando qualquer tipo de material, por exemplo: cartões de visita, calendários, agendas, cadernos ou planners. Todos esses materiais podem servir como brindes e, portanto, podem ser impressos em grandes quantidades podendo impactar no resultado final na peça gráfica que você pretenda desenvolver. Geralmente, a maioria das pessoas costumam tomar um caminho muito prático antes de enviar os seus projetos para a gráfica: elas vão até o google pesquisar uma imagem relacionado ao tema que pretendem desenvolver. Esse caminho não está necessariamente errado, mas pode-se evitar que ao realizar uma pesquisa de imagens desejadas você acabe optando por imagens que ao final da sua produção não possuam qualidade suficiente para gerar um material gráfico de alta qualidade.



Pensando em tornar esse caminho mais assertivo e que se traduz na IMPRESSÃO GRÁFICA de um material com boa qualidade, resolvemos separar algumas dicas para você: Busque imagens de forma técnica


O próprio google pode ser útil, a princípio. Quando iniciar uma busca por qualquer imagem, vá até a parte de ferramentas, tamanho de imagem e selecione opção: grande; dessa forma você terá acesso às opções em alta resolução.


Outra maneira de encontrar imagens em alta resolução, ou mesmo um catálogo mais diversificado é procurá-las em bancos de imagens como o freepik e o pexels.


O formato importa!


A resolução tanto da imagem e quanto do arquivo final são cruciais para poupar esforços ou frustrações na hora de mandar seus arquivos para IMPRESSÃO, aqui estão alguns formatos e a descrição conceitual deles para que você possa se orientar:

JPEG: Este formato é o mais conhecido e recomendado para imagens que possuem baixa ou média resolução, o seu fundamento é estabelecido para arquivos que não irão seguir nenhuma edição após finalizados. EPS: Alta qualidade? então esse é o formato ideal para arquivos com essa característica, contudo a sua configuração é muito pesada, tem uma linguagem mais direcionada para impressoras e programas de edição. TIFF: O paraíso para impressão gráfica, esse formato é muito funcional para ser transacionado de forma compactada garantindo a qualidade na hora de impressão. Uma especificação técnica desse formato é que ele suporta várias camadas na composição do arquivo, garantindo os detalhes da sua imagem/arquivo. E a tal da resolução?

Bom, agora você precisa compreender um pouco mais a respeito da resolução perfeita para os seus projetos, até mesmo porque sobre formatos você já está craque, certo? então, vamos lá:


150 DPI: se a sua imagem possui textos, essa resolução não irá comprometê-los, mas a sua imagem pode perder um pouco da qualidade. O ideal para essa resolução é produzir materiais gráficos como jornais. 300 DPI: para essa resolução indicamos a produção de materiais gráficos como cartões de visita ou panfletos, pois essa resolução oferece uma alta qualidade de impressão. 600 DPI: Quando o seu material possuir desenhos ou mesmo fotografias, esse formato é mais recomendado, em razão da complexidade dos traços e composição da imagem.


1200 DPI: O nível de complexidade que essa resolução atende é extremamente alto, cujo nível de detalhes das cores é tão expressivo que torna-se necessário essa ampla cobertura. + de 1200 DPI: Grandes formatos, essa é a proposta desta resolução. Além do nível complexo das impressões e seus componentes, temos portanto o topo hierárquico das resoluções.

Ficou com alguma dúvida relacionada a como você pode melhorar a qualidade dos seus impressos? Clique aqui e fale com o nosso atendimento!

14 visualizações0 comentário