5 cuidados que você deve tomar antes de enviar o seu material para impressão!

Qualquer passo que antecede a impressão de um material gráfico precisa obedecer algumas etapas antes mesmo de chegar na caixa de entrada do arte finalista, o projeto precisa ser finalizado levando em consideração requisitos técnicos de edição, portanto para evitar qualquer transtorno que impacte o resultado final do seu material impresso considere tomar o seguintes cuidados:

maquina imprimindo sobre papel em branco
Máquina realizando uma impressão

Recomendação: mesmo que você tome os cuidados necessários, manter o diálogo aberto com a gráfica é muito importante, pois existem alguns detalhes mais técnicos que o arte finalista pode encontrar e que serão de extrema importância para finalização do seu projeto e a impressão do mesmo. 1º) Padrão de cor

Este é um ponto de atenção imprescindível para o processo de impressão, a imagem que será enviada precisa estar adequada ao padrão do sistema de impressão que é bem diferente dos encontrados nos dispositivos tecnológicos. As telas de computadores apresentam um padrão de cor cujo código é o RGB (vermelho, verde e azul), já as impressoras apresentam o código CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto), ou seja, totalmente diferentes uma da outra. Essas configurações são possíveis de serem alteradas nas ferramentas de edição, vale a pena conferir a configuração antes mesmo de iniciar o novo projeto. 2º) Resolução do arquivo


A sua imagem estará definida em dpis, que significa “ponto por polegada”, então, quanto maior for o número de dpis, maior será a qualidade da imagem do seu arquivo. Atente-se para não correr o risco de deixar as suas imagens em baixa resolução e resultar em uma impressão pixelada.


3º) Tipografia adequada


De nada adianta optar por uma fonte em seu material se ela não garante a legibilidade, ou nem mesmo apareça de fato. É preciso pensar na aplicação dessa fonte no material de destino, só assim você conseguirá adequar a fonte de acordo com o seu material. Outro ponto de atenção é referente a configuração final do seu texto, ele deverá ser convertido em curvas para não sofrer distorções quando o arte finalista abrir o projeto no computador da gráfica. 4º) Marcas de corte


As sangras ou marcas de corte são as linhas que percorrem o perímetro do seu material, elas servem para delimitar as margens de corte que irão guiar a gráfica sobre todo o papel impresso. Geralmente as margens, que definem a sangra, podem variar entre 1mm e 5 mm, dependendo da gráfica. Dica: construa layouts já pensando nas margens de corte, para que assim o resultado final do seu impresso não seja comprometido. 5º) Mockups


Esta é uma fase que as gráficas já estão acostumadas a adotar, os mockups, ou bonecos como costumam ser chamados, são representações teste do modelo final do material gráfico impresso. A confecção deles serve, especialmente, para visualização prévia e para projetos que possuem muitas dobras e acabamentos diferenciados. Os bonecos também servem para realizar um teste de cor, para tanto é realizada a impressão contratual, ela é uma prova de cor baseada na impressão offset, mais uma forma de respeitar as cores originais da identidade visual adotada. Temos certeza de que tomando todos esses cuidados você receberá um material como bem imaginou e adequado aos padrões da impressão gráfica. Conte com a qualidade da WL Impressões para transformar suas ideias em realidade!


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo